Quinta-feira, 13 de Dezembro de 2007

Desafio Material

a) 5 bens materiais QUE TIVESTE NO PASSADO.
Já não os tens e sentes saudades ou nostalgia por eles.
 1- A minha mota que recebi de prenda de casamento, e deixei de usar porque o meu marido tinha uma melhor que a minha
 2 - A mota do meu marido que tambem passou a ser minha, mas que ambos deixamos de usar porque resolvemos ser pais de gemeas e a mota nao leva 4 .
3- Um aparelho de som que recebi do meu pai quando completei o 9ºano.
4- os meus discos de vinil, que hoje nao teria como os ouvir, mas gostava de olhar para eles .
5- Os meus livros, todos os que fui emprestando e nunca mais os vi.
 
b) 5 bens materiais QUE POSSUIS ACTUALMENTE.
Que mais gostas e não vives sem.
1- Mp3, nao passo sem musica
2-Computador (com este blog) Claro.!!
3- Telemovel
4-o carregador do telemovel
5- e depois de tudo acho que nao vivo sem electricidade para ligar isto tudo
 
c) 5 bens materiais QUE PENSAS EM ADQUIRIR.
Nos  próximos 5 anos.
(opcional: porque não os adquiriste antes?)
1- Brinquedosde menina
2-Brinquedos de menino (para a outra menina)
3-Um micro e uma webcam com mais qualidade
4-Livros
5-Talvez volte a procurar discos de vinil. 
 
d) 5 bens materiais QUE GOSTASTE DE OFERECER.
A cinco pessoas diferentes.
(opcional: porquê?)
1- Brinquedos a minha filha .
2-Brinquedos a outra filha.
3-Brinquedos que eram das minhas filhas as intituições de caridade.
4-A minha antiga(mas gira) mobilia.
5- Uma entrada na Disney a minha mana mais nova. 
 
e) 5 bens materiais Que SONHAS EM TER.
Mas que sabes não vir a adquirir.
1-Uma viagem a Lua por teletransporte(os foguetões metem.me medo).
2-Já agora a maq. de teletransporte, em minha casa
3 -Uma visita ao fundo do mar (nao confumdam com mergulho)
4 - Um bom caixote do lixo para reciclagem(acho que ja esperimentei todos os que andam por ai).
5 -E talvez os tais discos de vinil que ja tive um dia. 
 
f) 5 amigos a quem PASSO ESTE DESAFIO
os amigos da minha lista ja foram todos convidados       
publicado por lucilia_cunha às 00:48

link do post | comentar | ver comentários (18) | favorito
Quarta-feira, 5 de Dezembro de 2007

Gigantes da Alma - "Emilio Mira Lopes"

Dizem que há na alma dos seres humanos, quatro gigantes que acompanham a evolução.Três destes colocam obstáculos, e apenas um abre as portas.

Os três gigantes criadores de problemas chamam-se:

MEDO

IRA

DEVER

MEDO é um gigante enraizado profundamente que se alimenta da necessidade de preservar a vida ante o perigo, mas que se alia a imaginação e cria neuroses que são capazes de paralisar completamente a vida de uma pessoa.

 

IRA é um gigante destrutivo que se alimenta da reacção normal de uma pessoa ante o medo, mas por ser normalmente abafado e recalcado, acaba criando o ódio, que é uma raiva em conserva podendo consumir uma pessoa por dentro até matá-la.

 

DEVER é um gigante, que entulha o caminho das pessoas com muitas obrigações, podendo esmagá-las com tantas destas, que acaba produzindo tédio e imobilidade.

 

Quem poderia abrir todas as portas é o Gigante

AMOR!!

 

Mas raramente alguém o utiliza, porque Amar não é algo que acontece do dia para a noite, mas uma dimensão que resulta do esforço para abrir o coração e entregar ao mundo o que haja de melhor na alma de quem assim se atreva a viver.

 

sinto-me:
publicado por lucilia_cunha às 00:47

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Domingo, 2 de Dezembro de 2007

Oração a Mim Mesmo - de - "Oswaldo Begiato"

.Que eu me permita olhar, escutar e sonhar mais.

.Falar menos, chorar menos

Ver nos olhos de quem me vê, a admiração que eles têm e não a inveja que prepotentemente penso que têm.

.Escutar com meus ouvidos atentos e minha boca estática, as palavras que se fazem gestos, e os gestos que se fazem palavras.

.Permitir sempre escutar aquilo que não tenho me permitido escutar.

.Saber realizar os sonhos que nascem em mim e por mim e comigo morreram por eu não os saber sonhos.

.Então que eu possa viver os sonhos possíveis , e os impossíveis , aqueles que morrem e ressuscitam, a cada novo fruto, a cada nova flor , a cada novo calor, a cada nova geada, a cada novo dia.

.Que eu possa sonhar o ar, sonhar o mar, sonhar o amor, sonhar o amalgamar.

.Que eu me permita o silencio das formas, dos movimentos, do possível , da imensidão da toda a profundeza.

.Que eu possa substituir minhas palavras pelo toque, pelo sentir, pelo compreender, pelo segredo das coisas mais raras. Pela oração mental (aquela que a alma cria e que só ela, alma, ouve e só ela, alma, responde).

.Que eu saiba dimensionar o calor, experimentar a forma, vislumbrar as curvas, desenhar as rectas, e aprender o sabor da exuberância que se mostra nas pequenas manifestações da vida.

.Que eu saiba reproduzir na alma a imagem que entra pelos meus olhos, fazendo-me parte suprema da natureza, criando-me e recriando-me a cada instante.

.Que eu possa chorar de tristeza e mais de contentamentos.

.Que meu choro não seja em vão, que em vão não sejam minhas duvidas.

.Que eu saiba perder meus caminhos, mas saiba recuperar meus destinos com dignidade.

.Que eu não tenha medo de nada, principalmente de mim mesmo.

.Que eu não tenha medo dos meus medos!

.Que eu adormeça toda a vez que for derramar lágrimas inúteis, e desperte com o coração cheio de esperança.

.Que eu faça de mim um homem sereno dentro da minha própria turbulência , sábio dentro de meus limites pequenos e inexactos, humilde diante de minhas grandezas tolas e ingénuas , (que eu me mostre o quanto são pequenas minhas grandezas e o quanto é valiosa minha pequenez).

.Que eu me permita  ser Mãe, ser Pai, e se for preciso ser órfão .

 Permita-me eu ensinar o pouco que sei e aprender o muito que não sei, traduzir o que os mestres ensinaram e compreender a alegria com que os simples traduzem suas experiências. Respeitar incondicionalmente o Ser, o Ser por si só por mais nada que possa ter além de sua essência .

Auxiliar a solidão de quem chegou, render-me ao motivo de quem partiu e aceitar a saudade de quem ficou.

sinto-me:
publicado por lucilia_cunha às 22:40

link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 13 de Novembro de 2007

Bom Dia

((Não sei quem escreveu, li e achei bonito.))

 

Bom Dia

Quando te levantas-te pela manhã, Eu já havia preparado o Sol para aquecer o teu Dia, e o alimento para te alimentares.

Sim, Eu providenciei tudo isso, enquanto vigiava e guardava o teu sono, tua família , tua casa. Esperei pelo teu "Bom Dia", mas tu esqueceste-te!....

Bem, tu parecias ter pressa, Eu perdoei!...

O Sol apareceu, as Flores deram o seu perfume, a brisa da manhã acompanhou-te e tu nem pensas-te que Eu havia preparado tudo para ti. Teus familiares sorriam, teus colegas te saudaram, tu trabalhas-te, estudas-te, viajas-te, realizas-te negócios , alcanças-te vitórias, mas.... não percebes-te que Eu estava cooperando contigo, e mais teria feito, se me tivesses dado uma oportunidade.

Eu sei, tu corres tanto... Eu perdoei!...

Tu lês-te bastante, ouvis-te muita coisa, vis-te mais ainda, e não tiveste tempo de ler e ouvir a Minha palavra. Eu quis falar, mas tu não paras-te para ouvir. Eu quis aconselhar-te, mas tu nem pensas-te nessa possibilidade. Teus olhos, pensamentos e palavras seriam melhores. O mal seria menor e o bem, muito maior em tua Vida.

Esqueceste-te que Eu Desejo a tua participação no Meu Reino, com a tua vida, o teu tempo, os teus talentos!

Findou o Dia!

Tu voltas para casa.

Mandei a Lua e as Estrelas tornarem a noite mais bonita para te lembrar o Meu Amor por Ti!

Certamente, agora, tu vais dizer "Obrigada" e "Boa Noite"!

psiuu ....estás a ouvir-me?

Que pena...já adormeces-te!

Boa Noite, Dorme bem, Eu fico Velando por Ti!

E quando, enfim quiseres saber quem Eu sou, pergunta ao Riacho que Murmura e ao Pássaro que Canta, à Flor que Desabrocha e a Estrela que Cintila, ao Moço que Espera e ao Velho que Recorda.

Chamo-Me Amor, o remédio para todos os males que te atormentam o Espírito .

Eu Sou Jesus!

publicado por lucilia_cunha às 14:01

link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
Terça-feira, 6 de Novembro de 2007

Partilho contigo....

"Cila , quando alguém morre, ficamos tão pequenos e divinos...

Quero descobrir aquilo que tem realmente importância nesta vida, nada tem importância quando conseguimos colocar o coração a cantar...Que as lágrimas de tristeza se possam transformar em lágrimas de alegria para toda a vida. Isso é o que todo o Pai quer para os seus filhos, sê sábia... Faz isso em minha memória, e uma nova estrela algures no universo nasce e diz.... "Valeu a pena morrer a minha filha descobriu a única coisa que é realmente, realmente importante."

Esta foi uma mensagem que recebi, num dos dias mais difíceis da minha vida. Hoje partilho com todos, mas em especial contigo Gi , na esperança que de algum modo ela possa levar serenidade ao teu coração, estou longe de imaginar como te sentes, mas infelizmente conheço bem de perto a dor da perda de um "AMIGO", faço a mensagem chegar desta forma pois acredito que a seguir a esta muitas mais vão chegar, algumas talvez não te digam nada, mas quem sabe  se outras  te dizem tanto, que te possam acompanhar nesta jornada a que todos chama-mos Vida. É este o meu desejo.... 

publicado por lucilia_cunha às 15:31

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Segunda-feira, 5 de Novembro de 2007

Ao Tempo o Tempo - (escrito por Sílvia Schmidt)

Se o teu lugar agora parece-te frio e sem atractivos ,

Se não há ninguém agora que te inspire a falar ou a ouvir,

Se o vento lá fora parece não soprar a teu favor,

Se nenhuma palavra consegue agora tocar o teu coração,

Se não sentes vontade de nada,

Se queres simplesmente fazer nada,

Se as coisas da terra te parecem opacas e sem graça,

Se as coisas do céu agora te parecem mentiras, histórias inventadas,

Se teu corpo não quer exercícios , não quer esforços, só quer espreguiçar-se ,

Se agora nada desperta a tua vontade de crescer, de ir adiante, de abraçar aventuras, desafios, novas metas, sonhos....

Se para tuas perguntas não chegam respostas,

Se olhares o relógio como a um inimigo cobrador,

DÁ UM TEMPO

O mar não espera pelo rio, no entanto o rio chega.

As arvores não anseiam por novas folhas, no entanto elas brotam.

As flores não imploram por chuva, mas a chuva , cedo ou tarde cai.

Os pássaros não se preocupam com o céu, no entanto ele lá está.

O dia não guarda ansiedade pelo descanso da noite, e ainda assim ela chega.

A noite não se abala com a própria escuridão, repousando na certeza de que o dia virá

A semente precisa do escuro da terra para abrir-se á luz na hora mais acertada.

Deus não apressa as sementes.

Ele as conhece e respeita-lhes o tempo.

Se neste momento és semente, sossega, respeita-te....

e dá um tempo.

sinto-me:
publicado por lucilia_cunha às 22:58

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Desafio Material

. Gigantes da Alma - "Emili...

. Oração a Mim Mesmo - de -...

. Bom Dia

. Partilho contigo....

. Ao Tempo o Tempo - (escri...

.arquivos

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

.favoritos

. O Coração Humano Vicia-se

. Blogueira de coração

. O que se aprende com cria...

. Direito à fantasia

. Revolução na alma

. compra histórica!!!

. Que tenha de tudo, um pou...

. Quatro meses

. O que é o amor?

. Criar Beleza

blogs SAPO

.subscrever feeds